domingo, 16 de setembro de 2007

O GRANDE BURACO

A cidade de Almada está a resvalar para o precipício com a abertura de um GRANDE BURACO - o metro de superfície, cuja abertura foi feita a alguns meses, aumentando à dimensão da ignorância de quem escolheu a sua localização.
Se juntarmos o inútil ao desagradável, vemos que é um BURACO NO DESERTO porque:



-não é útil às pessoas
-anda sempre vazio
-está a mexer negativamente com as acessibilidades e a qualidade de vida dos residentes
-só a presidente da câmara, seus amigos e interessados no material circulante elogiam o buraco.

2 comentários:

sousa pinto disse...

Aquilo não é um grande buraco.
É um escândalo nacional e europeu!

Anónimo disse...

Não é tão grande que outro qualquer partido na Câmara de Almada arregace as mangas e faça um buraco ainda maior..Eles bem tentam..